Anomalia média

A anomalia média ( M {\displaystyle M} ) na astronomia e mecânica celeste, é a conversão para ângulo do tempo desde que o astro passou pelo periastro em uma órbita.[1]

Em outras palavras, seja T {\displaystyle T} o período orbital e t {\displaystyle t} o tempo desde a passagem pelo periastro. A anomalia média ( M {\displaystyle M} ) é definida por:

M = 2 π t T {\displaystyle M=2\pi {\frac {t}{T}}\,}

A Terceira Lei de Kepler permite converter entre o semieixo maior da órbita e o período orbital, enquanto que a Segunda Lei de Kepler permite converter entre a anomalia média e um parâmetro geométrico chamado anomalia excêntrica, através da Equação de Kepler, e desta para a anomalia verdadeira através das propriedades geométricas da elipse.[2]

Ver também

Referências

  1. «Notar» (PDF). edisciplinas.usp.br. Consultado em 30 de abril de 2022 
  2. S. Lyle, Michel Capderou, Satellites: Orbits and Missions , Springer Science & Business Media, 2006 ISBN 2-287-27469-3
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  • v
  • d
  • e
Controle de autoridade
  • Portal da astronomia