Catarina, Princesa de Gales

Catarina
Princesa de Gales 22 (mais)
A Princesa de Gales em 2018.
Nascimento 9 de janeiro de 1982 (40 anos)
  Reading, Berkshire, Reino Unido
Nome completo  
en: Catherine Elizabeth Middleton
pt: Catarina Isabel Middleton
Marido Guilherme, Príncipe de Gales (c. 2011)
Descendência Jorge de Gales
Carlota de Gales
Luís de Gales
Herdeiro Jorge de Gales
Casa Windsor (por casamento)
Pai Michael Middleton
Mãe Carole Goldsmith
Religião Anglicanismo
Assinatura Assinatura de Catarina
Brasão
Badge of the House of Windsor.svg

O Rei
A Rainha Consorte




  • v
  • d
  • e

Catarina, Princesa de Gales GCVO (nascida Catarina Isabel Middleton, em inglês: Catherine Elizabeth Middleton; Reading, 9 de janeiro de 1982), conhecida também como Kate Middleton, é uma aristocrata e membro da família real britânica por ser a esposa do príncipe Guilherme, Príncipe de Gales,[1] herdeiro ao trono britânico. Dessa forma, Catarina é uma futura rainha consorte esperada do Reino Unido. Com o príncipe de Gales, ela teve três filhos, o Príncipe Jorge (segundo na linha de sucessão), a Princesa Carlota e o Príncipe Luís.

Nascida em Reading, Catarina é filha de Michael Francis Middleton, que trabalhou como assistente de bordo antes de ser despachante de voo da companhia aérea British Airways, e de Carole Elizabeth Middleton (nascida Goldsmith), uma ex-assistente de bordo.[1] O casal conheceu-se enquanto ambos trabalhavam na British Airways. Catarina tem dois irmãos, Philippa e James. Ela cresceu numa pequena aldeia em Bucklebury, a cerca de 45 quilômetros de Londres.[1] Os seus pais enriqueceram com uma empresa de artigos para festas infantis que criaram, a Party Pieces, o que permitiu a Catherine entrar para a alta sociedade e estudar em bons colégios.[2]

Conheceu o príncipe Guilherme na Universidade de St. Andrews, na Escócia, em 2001, quando estudava História de Arte. Começaram a namorar em 2003 e viveram juntos nos tempos da universidade. Devido ao adiamento constante do anúncio de casamento com o príncipe Guilherme, a imprensa chegou a usar a alcunha “Waity Katie” (“Katie à espera”). Depois de concluído o curso universitário Catarina trabalhou na cadeia de lojas de roupa Jigsaw,[2] a trabalhar quatro dias por semana no departamento de compras de acessórios.[3] Ela interessa-se por moda. Mais tarde, ela trabalhou no negócio da família.[2] Em 2012, a revista norte-americana Time classificou Catherine e sua irmã, Pippa Middleton, como uma das 100 pessoas mais influentes no mundo.[4]

Desde seu casamento, a duquesa assumiu deveres reais e compromissos em apoio à rainha. Ela é patrona de mais de 20 organizações de caridade e militares, incluindo Action for Children, SportsAid e National Portrait Gallery.[5] Ela realiza projetos através da The Royal Foundation, com seu trabalho de caridade focado em questões relacionadas a crianças pequenas, vício e arte. Para incentivar as pessoas a se abrirem sobre seus problemas de saúde mental, a duquesa imaginou a campanha de conscientização sobre saúde mental "Heads Together", lançada com o duque e o Príncipe Henrique em abril de 2016. A mídia chamou o impacto de Catarina na moda britânica e americana de "Kate Efeito Middleton". Em 2011, 2012 e 2013, a revista Time a selecionou como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo.

Primeiros anos de vida, educação e carreira

Catarina nasceu no Royal Berkshire Hospital, em 9 de janeiro de 1982, em Reading, Berkshire, primogénita do empresário[6] Michael Francis Middleton, um ex-despachante de voo, e de Caroline Elizabeth Middleton (nascida Goldsmith), uma ex-hospedeira de bordo,[6] ambos ex-funcionários da British Airways. Ainda bebê, foi batizada na Igreja Anglicana em 20 de junho de 1982, na igreja da paróquia de St Andrew’s Bradfield, em Berkshire.[7][6] Catarina vem de uma família de classe média, além de não pertencer à nobreza, é descendente de carpinteiros e operários.[8] Possui dois irmãos mais novos, Philippa "Pippa" Charlotte e James William.[8][6]

Em maio de 1984, aos dois anos de idade, mudou-se com sua família para Amã, na Jordânia[7] — onde seu pai trabalhou por dois anos e meio no Aeroporto Internacional Rainha Alia — esteve a frequentar uma escola infantil a partir de seus três anos.[6] Os Middleton regressaram ao Reino Unido em setembro de 1986,[6] e fundaram a empresa Party Pieces no ano seguinte. Uma companhia que vende material para festas infantis via vendas por catálogo. A empresa tornou-os milionários[7][9] e permitiu que comprassem uma casa de cinco dormitórios em Bucklebury, uma vila do condado de Berkshire, onde Catarina foi criada.

Ela frequentou a St. Andrew's School, em Pangbourne, em Berkshire,[6] até os treze anos de idade. Ao chegar ao colegial, foi matriculada em Marlborough College,[7] uma escola particular cuja anuidade é de quinze mil libras esterlinas.[6] Lá, Catarina tornou-se uma garota popular e desportiva, a atuar como capitã da equipe de hóquei em campo[6] e organizadora dos jogos de ténis da escola. Foi aprovada com onze exames do Certificado Geral de Educação Secundária (GCSEs, da sigla em inglês) e em três exames de Nível Avançado (A-level). Após terminar seus estudos em Marlborough em julho de 2000, Catarina optou por um ano sabático antes da universidade. Esteve a estudar no Instituto Britânico em Florença, a participar de um programa de voluntariado no Chile, e de um programa do Round the World Challenge, no estreito de Solent.[6] Algumas fontes afirmam que Catarina inscreveu-se na Universidade de St. Andrews em Fife na Escócia, por ser a mesma que o príncipe Guilherme escolhera e que ela teria sido persuadida por sua mãe a abandonar a sua primeira escolha de universidade.[carece de fontes?] Entretanto, tal história é tida como pura ficção por aqueles que conhecem a família Middleton, até porque, no início da Universidade, Catarina namorava Rupert Finch, na época, estudante do último ano de Direito[10] e Guilherme tinha um caso com Carly Massy-Birch, também estudante. Nesta universidade, ela licenciou-se em História da arte.[10]

No início de 2006, circularam rumores de que a jovem Catarina estaria a movimentar-se para abrir uma companhia semelhante à dos pais, mas que estaria voltada para o segmento de roupas infantis. Após a desistência de alguns candidatos a investidores, aceitou um emprego em novembro do mesmo ano como assistente do departamento de vendas da cadeia de roupas londrina Jigsaw,[7] cujos donos são amigos de seus pais. Em setembro de 2007, Middleton resolveu largar seu emprego na Jigsaw para dedicar-se à fotografia de coisas abstratas.[7] Através do Príncipe Guilherme, conheceu Mario Testino, famoso fotógrafo de celebridades, com quem teve algumas aulas de fotografia, passando em janeiro de 2010 duas semanas em Nova Iorque, onde teve aulas com Nikolai von Bismarck.[7]

Em janeiro de 2009, Catarina foi criticada pelos tabloides por não ter um trabalho em período integral, além de possuir uma vida social muito agitada em Londres. A própria Rainha Isabel II manifestou o desejo de ver Middleton trabalhando, tendo sido divulgado após esse episódio que a jovem trabalhava com seus pais na Party Piece, como fotógrafa e webdesigner da empresa. Em junho de 2010, Middleton largou seu emprego na Party Pieces para acompanhar o Príncipe Guilherme em sua vida militar.[7] O casal comprou uma casa em North Wales. Os dois continuaram a viver na residência após o casamento em 2011.[7]

Vida pessoal

Relação com o Príncipe Guilherme

Kate Middleton em 2008.

Em 2001, Catarina conheceu o Príncipe Guilherme de Gales enquanto eram estudantes residentes no St Salvator's Hall na Universidade de St. Andrews.[11] Ela supostamente chamou a atenção de Guilherme em um desfile de moda beneficente no campus.[12] O casal começou a namorar em 2003. Durante seu segundo ano, Catarina dividiu um apartamento com Guilherme e outros dois amigos.[13] De 2003 a 2005, ambos residiram em Balgove House na propriedade Strathtyrum com dois companheiros de quarto.[14]

Seu relacionamento foi seguido tão de perto pela imprensa tablóide que as casas de apostas fizeram apostas na possibilidade de casamento, e a cadeia de varejo Woolworths produziu mobilia com suas semelhanças.[15] A atenção da mídia tornou-se tão intensa que Guilherme pediu formalmente à imprensa que mantivesse distância de Middleton.[15] Em 15 de dezembro de 2006, Middleton participou do Desfile do Príncipe Guilherme na Royal Military Academy Sandhurst.[16][17]

Em abril de 2007, Catarina e Guilherme terminaram seu relacionamento.[18] Catarina e sua família compareceram ao Concerto para Diana em julho de 2007 no Estádio de Wembley, onde ela e o príncipe se sentaram a duas fileiras de distância. O casal foi posteriormente visto juntos em público em várias ocasiões e fontes de notícias afirmaram que eles "reacenderam seu relacionamento".[19] Catarina esteve presente durante a cerimônia da procissão da Ordem da Jarreteira no Castelo de Windsor em junho de 2008, onde o Príncipe Guilherme foi feito Cavaleiro Real da Jarreteira. Em junho de 2010, o casal mudou-se para uma casa de campo no Bodorgan Estate em Anglesey, País de Gales, onde Guilherme residiu durante seu treinamento de busca e resgate da RAF e sua carreira subsequente.[20][21]

Noivado e casamento

O casal recém-casado, Príncipe Guilherme e Catarina, na varanda do Palácio de Buckingham em 2011.

Em 16 de novembro de 2010, a Clarence House anunciou oficialmente o noivado entre o príncipe Guilherme e Catherine Middleton, noivado este acontecido um mês antes, em uma viagem ao Quênia. O casal deu uma entrevista oficial após o anúncio, onde Catherine afirmou que "não estava à espera. O pedido foi um verdadeiro choque e emocionou-se muito". Quando questionada sobre a princesa Diana Catherine respondeu "Obviamente, eu teria gostado muito dela se tivesse conhecido-a e claro que era uma mulher inspiradora, digna de admiração".[22] Em 23 de novembro, o Palácio de Buckingham anunciou que a data escolhida fora o dia 29 de abril, o dia de Santa Catarina,[23] e o local a Abadia de Westminster. O casamento injetou milhares de libras no Reino Unido e o dia foi um feriado nacional. Catherine recebeu de Guilherme um anel de noivado que pertencera à sua falecida mãe, a princesa Diana. Carlos III do Reino Unido mostrou-se "surpreso", enquanto a família Middleton e a rainha Isabel II declararam-se "encantados". O noivado também foi comemorado pelo primeiro-ministro David Cameron.[24]

O casamento realizou-se no dia 29 de abril de 2011 na Abadia de Westminster (local escolhido pelos noivos) com grande repercussão da mídia mundial. A entrada da noiva foi às 11:00 da manhã (horário de Londres). Na lista de convidados da tão esperada cerimónia, estavam 1900 nomes (que incluia celebridades, representantes das famílias reais europeias, familiares e amigos). No jantar de comemoração, participaram apenas 100 convidados (parentes bem próximos e amigos íntimos de Guilherme e Kate). Na ocasião, tornou-se Duque de Cambridge. Seu tratamento passou a ser "Sua Alteza Real o Duque de Cambridge".

O duque e a duquesa de Cambridge passaram um final de semana privado em sua residência na ilha de Anglesey, no País de Gales, e acabaram por adiar a lua de mel, que ocorreu algumas semanas depois. O casal viajou para Seicheles, passando dez dias em uma ilha privada.[25] Ele e a esposa moram também em uma propriedade rural no País de Gales na cidade de Anglesey.[26]

Filhos

A Duquesa de Cambridge com seu primogênito, o Príncipe Jorge, em abril de 2016.

Na manhã do dia 22 de julho de 2013 foi anunciado que Kate Middleton havia entrado em trabalho de parto, no mesmo hospital em que a mãe de Guilherme, princesa Diana, deu à luz Guilherme e seu irmão Príncipe Henrique. Centenas de jornalistas aguardam a primeira aparição do casal de duque e o futuro Príncipe de Cambridge. O comunicado foi dado no site oficial da monarquia: “Sua Alteza Real a Duquesa de Cambridge foi admitida esta manhã no Hospital de St. Mary, Paddington, em Londres, nas fases iniciais do trabalho de parto”.[27] O primeiro filho dos Cambridge, Jorge de Gales, nasceu às 16h24 (hora local), com 3,8 kg. A notícia foi divulgada às 20h30 do mesmo dia. Em 8 de setembro de 2014, a Casa de Windsor confirmou que os Duques aguardavam a chegada de um segundo filho.[27]

Na manhã de 2 de maio de 2015, Catarina deu entrada novamente no Hospital de St. Mary, em Londres, acompanhada pelo marido e deu à luz uma menina às 8h34 locais, com 3,7kg, que foi chamada de Carlota de Gales. No dia 4 de setembro de 2017 a realeza britânica anunciou que os duques estavam a espera do terceiro filho com data de nascimento prevista entre março e abril de 2018.[28] No dia 23 de abril nasceu o terceiro filho do casal às 11h01 (hora local) com 3,8 kg, que foi nomeado de príncipe Luís de Gales.[29][30]

Vida pública

Catarina e Guilherme visitando Ottawa (Canadá) em 2011.

A principal função da Duquesa de Cambridge é oferecer suporte e ajuda ao monarca em seu papel de soberano do Reino Unido. Sua estreia oficial na vida pública como membro da família real britânica deu-se em 24 de maio de 2011 quando, juntamente a seu esposo, recepcionou o Presidente dos Estados Unidos Barack Obama e sua esposa Michelle na visita oficial do casal ao Reino Unido.[31] O casal viajou pelo Canadá no verão de 2011, participando das comemorações do Dia do Canadá no Parliament Hill.[32] Em 2 de novembro, os duques de Cambridge visitaram a Divisão de Suprimentos do UNICEF para crianças desnutridas em Copenhague, Dinamarca.[33]

Catarina e Guilherme serviram como embaixadores para os Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres, durante vários eventos esportivos durante os jogos.[34] Em setembro de 2012, eles visitaram Cingapura, Malásia, Tuvalu e as Ilhas Salomão como parte das celebrações do Jubileu de Diamante da Rainha.[35] O Duque e a Duquesa participaram de outras comemorações do Jubileu ao longo do ano, incluindo o Thames Diamond Jubilee Pageant em julho.[36] O duque sediou sua primeira cerimônia de posse no Palácio de Buckingham em outubro de 2013.

Em abril de 2014, a duquesa e seu esposo fizeram uma viagem real à Nova Zelândia e Austrália com seu filho, o príncipe Jorge. O itinerário incluía visitar a Plunket Society para crianças e visitar áreas danificadas pelo fogo em Nova Gales do Sul.[37] Em junho de 2014, o casal visitou a França para participar da comemoração do 70º aniversário do desembarque na Normandia em Gold Beach. Em 21 de julho de 2014, foi anunciado que a duquesa faria sua primeira viagem solo, visitando a ilha de Malta em 20–21 de setembro de 2014, quando a ilha comemorava seu 50º aniversário de independência. Sua viagem foi cancelada, com o Duque tomando seu lugar, após o anúncio de sua segunda gravidez no início de setembro.[38] Em 21 de outubro de 2014, os dois se encontraram com o presidente de Cingapura, Tony Tan, durante sua visita de Estado ao Reino Unido. Em dezembro de 2014, o casal visitou Nova York e participou de um jantar beneficente no Metropolitan Museum of Art.

O primeiro-ministro indiano, Shri Narendra Modi, recebe o duque e a duquesa de Cambridge em Nova Deli, em 12 de abril de 2016.

Em outubro de 2015, a Duquesa participou de seu primeiro banquete de Estado no Palácio de Buckingham, realizado para receber o presidente chinês Xi Jinping. Em abril de 2016, Catarina e seu esposo fizeram uma excursão à Índia e ao Butão. As atividades incluíam visitas a instituições de caridade para crianças, como Childline India, bem como uma visita ao Palácio Lingkana.[39][40] Mais tarde naquele mês, o casal se encontrou novamente com os Obamas no Palácio de Kensington. Em 11 de outubro de 2016, Catarina fez sua primeira viagem solo ao exterior para os Países Baixos.[41] Os países visitados pelos duques em 2017 incluem França, Polônia, Alemanha e Bélgica.[42] Em janeiro de 2018, o casal visitou a Suécia e a Noruega.[43] As visitas, que foram, como outras, solicitadas pelo Ministério das Relações Exteriores, foram interpretadas para beneficiar as relações Reino Unido-Europa após o Brexit.[44]

Os Duques de Cambridge em visita oficial a Estocolmo, na Suécia, em janeiro de 2018.

Em fevereiro de 2019, Guilherme e Catarina realizaram uma visita de dois dias à Irlanda do Norte, visitando Belfast, Fermanagh e Ballymena.[45] O duque e a duquesa visitaram o Paquistão em outubro de 2019, que foi a primeira visita da família real ao país em 13 anos.[46] Em março de 2020, o casal realizou uma excursão de três dias pela Irlanda, visitando County Meath, Kildare e Galway.[47] Em outubro de 2020, o duque e a duquesa conheceram Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, e a primeira-dama Olena Zelenska, no Palácio de Buckingham, o primeiro compromisso real realizado na residência desde o início da pandemia de COVID-19.[48] Em dezembro, o casal embarcou em uma excursão de três dias pela Inglaterra, Escócia e País de Gales no trem real britânico "para homenagear o trabalho inspirador de indivíduos, organizações e iniciativas em todo o país" em 2020.[49][50] O primeiro-ministro Boris Johnson expressou seu apoio à iniciativa, enquanto o primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, criticou a turnê, citando restrições de viagem; Os governos do Reino Unido, da Escócia e do País de Gales foram consultados antes de planejar a turnê.[51][52] Na qualidade de Guilherme como Lord High Commissioner da Assembleia Geral da Igreja da Escócia, o casal visitou Edimburgo, Fife e Orkney em maio de 2021.[53] Na Cornualha, em 11 de junho de 2021, os duques participaram da cúpula do G7 pela primeira vez. Eles também participaram de uma recepção, onde o duque e seu pai discutiram soluções governamentais e corporativas para problemas ambientais.[54][55] Em fevereiro de 2022, a Duquesa visitou a Dinamarca para celebrar os laços históricos entre o Reino Unido e a Dinamarca e também para comemorar os marcos dos monarcas de ambos os países.[56]

Trabalhos de caridade

Patrocínios e interesses

Em março de 2011, o duque e a duquesa criaram um fundo de doações mantido pela Fundação do Príncipe Guilherme e do Príncipe Henrique para permitir que os simpatizantes que quisessem dar a eles um presente de casamento doassem dinheiro para instituições de caridade com as quais se importam.[57][58] O fundo de doação apoiou 26 instituições de caridade da escolha do casal, incorporando as forças armadas, crianças, idosos, arte, esporte e conservação.[59] Em junho de 2012, a Fundação do Príncipe Guilherme e Príncipe Henrique foi renomeada para Fundação Real do Duque e da Duquesa de Cambridge e do Príncipe Henrique, para refletir a contribuição de Catarina para a caridade.[60] A caridade está agora listada como a Fundação Real do Duque e da Duquesa de Cambridge.[61]

A Duquesa de Cambridge no Estádio Nacional de Belfast em fevereiro de 2019.

O trabalho de caridade da Duquesa se concentra principalmente em questões relacionadas a crianças pequenas, saúde mental, esporte, vício e arte.[62][63] Em dezembro de 2015, ela assumiu o patrocínio dos Royal Air Force Air Cadets para jovens de 12 a 19 anos de idade. O Duque de Edimburgo, que havia sido patrono dos cadetes da RAF por 63 anos, formalmente entregou-lhe o cargo durante uma audiência no Palácio de Buckingham.[64] Ela se tornou patrona do Foundling Museum, um museu para comemorar o Foundling Hospital, em 2019.[65] Catarina também foi uma líder voluntária local da The Scout Association no norte do País de Gales,[66] da qual a rainha é patrona, antes de se tornar co-presidente em setembro de 2020, ao lado do Duque de Kent.[62] Em março de 2018, a Duquesa organizou um simpósio com a Royal Society of Medicine, com foco na saúde infantil, e lançou a iniciativa Early Years Intervention Support.[67] Em maio de 2018, ela estabeleceu o Early Years Steering Group. Em julho de 2020, a Duquesa apoiou e auxiliou no desenvolvimento da iniciativa "Tiny Happy People" da BBC, fornecendo recursos digitais gratuitos para pais com filhos pequenos.[68][69] Em agosto de 2020, ela liderou uma campanha de doações para beneficiar bancos de bebês em todo o país, incluindo Little Village, que estimulou mais de 10.000 doações da Marks & Spencer, Tesco, John Lewis & Partners e Sainsbury's.[70]

A Duquesa é uma esportista entusiasta e frequenta o Torneio de Wimbledon anualmente, como patrona do All England Lawn Tennis and Croquet Club.[71][72] Em 2012, juntamente com o Duque de Cambridge e o Príncipe Henrique, Catarina lançou o Coach Core. O programa foi criado após as Olimpíadas de 2012 e oferece oportunidades de aprendizado para pessoas que desejam seguir uma carreira como treinador profissional.[73] A partir de 2018, o Coach Core teve mais de 400 aprendizes e graduados em 10 locais.[74] Em 2014, ela e o duque foram premiados como membro honorário vitalício do Marylebone Cricket Club.[75] Em julho de 2019, ela emprestou seu apoio à Backyard Nature, uma campanha criada para inspirar "crianças, famílias e comunidades a sair e se envolver com a natureza".[76] Em agosto de 2019, o duque e a duquesa de Cambridge competiram na regata de iates da Copa do Rei para arrecadar dinheiro para oito instituições de caridade diferentes.[77]

Guilherme e Catarina comprimentando crianças no Paquistão, em outubro de 2019.

Durante a pandemia de COVID-19, Catarina realizou muitos compromissos presenciais e virtuais de apoio aos trabalhadores do Serviço Nacional de Saúde.[78][79] Em maio e junho de 2020, o duque e a duquesa, ao lado de seus filhos, entregaram pacotes de alimentos feitos na propriedade de Sandringham House para aposentados isolados locais durante o lockdown.[80][81] A Duquesa se ofereceu discretamente com o Serviço Voluntário Real durante a pandemia de COVID-19.[82] Em maio de 2021, Catarina recebeu sua primeira dose da vacina contra COVID-19 pela equipe do NHS no Science Museum em Londres, incentivando o uso da vacina e agradecendo à equipe por "desempenhar um papel no lançamento".[83] Em 15 de setembro de 2021, Catarina visitou a RAF Brize Norton em Oxfordshire e conheceu os militares e civis envolvidos na evacuação de refugiados afegãos durante a ofensiva talibã de 2021.[84]

Em outubro de 2021, o duque e a duquesa de Cambridge visitaram o Royal Botanical Gardens em Kew, Londres, para participar da Generation Earthshot, uma iniciativa educacional inspirada no Prêmio Earthshot.[85] Eles se juntaram ao prefeito de Londres Sadiq Khan; o explorador, naturalista e apresentador inglês Steve Backshall; A atleta olímpica inglesa Helen Glover e alunos da The Heathland Schools em Hounslow.[85] Catarina organizou um concerto de canções de Natal chamado "Together At Christmas" na Abadia de Westminster em dezembro de 2021, homenageando instituições de caridade e indivíduos que serviram as comunidades durante a pandemia do COVID-19.[86] O concerto foi produzido pela Abadia de Westminster e BBC Studios Events Production e transmitido pela ITV.[87] A Duquesa tocou piano durante uma apresentação de "For Those Who Can't Be Here" de Tom Walker.[88]

Em janeiro de 2022, a Duquesa e seu marido visitaram o Foundling Museum, um museu para comemorar a primeira instituição de caridade britânica para crianças, para aprender sobre o setor de atendimento e conheceram representantes de todo o sistema, incluindo aqueles com experiência de viver sob cuidados.[89] Eles também aprenderam sobre o impacto de passar tempo no cuidado e suas ligações com emprego, moradia, saúde mental, dependência, sistema de justiça juvenil e o trabalho que o Foundling Museum fez para 'abordar essas questões'.[89] Vários dias depois, o casal visitou a Church on the Street, uma organização que ajuda os sem-teto e pessoas desfavorecidas em Burnley, Lancashire e arredores.[90] Lá, o casal conheceu o pastor Mick Fleming, fundador da Igreja na Rua, e passou 15 minutos conversando com um estudante, cuja mãe morreu no ano passado, e sua bisavó.[90]

Advocacia em saúde mental

Catarina abordou questões relacionadas à saúde mental e deficiências; ela já fez visitas a instituições de caridade e hospitais, como o Hospital de St. Thomas e o Maurice Wohl Clinical Neuroscience Institute, para passar tempo com mães e crianças que lidam com esses problemas.[91][92] Catarina foi creditada por aumentar a conscientização nacional sobre a saúde mental das crianças; Benita Refson, presidente da Place2Be, elogiou seu trabalho, dizendo que ela "apontaria para a saúde mental infantil", enquanto Peter Fonagy, CEO do Anna Freud Center, a chamou de uma das figuras mais importantes no campo, e afirmou que "para os milhões de crianças que sofrem em silêncio, ela é sua voz".[93][94] Em reconhecimento ao seu trabalho com instituições de caridade preocupadas com a saúde mental das crianças, a Duquesa e seu marido receberam o distintivo Gold Blue Peter, um prêmio anteriormente concedido à Rainha.[95] Para incentivar as pessoas a se abrirem sobre seus problemas de saúde mental, o duque e a duquesa de Cambridge e o príncipe Henrique iniciaram a campanha de conscientização sobre saúde mental "Heads Together" em abril de 2016.[96] A campanha foi imaginada pela primeira vez pela duquesa no início daquele ano. "Heads Together" supostamente resultou em mais de um milhão de pessoas falando sobre sua saúde mental e um investimento de £ 3 milhões em inovações de saúde mental.[97] A duquesa mais tarde falou voluntariamente sobre suas lutas como mãe e admitiu que sofreu uma "falta de confiança" e "sentimentos de ignorância" durante certos períodos de tempo.[98]

Catarina discutiu suas experiências com a "culpa da mãe" ao equilibrar os compromissos entre trabalho e vida, e descreveu trazer seu recém-nascido do hospital para casa pela primeira vez como "aterrorizante".[99] Ela também destacou a importância de "um lar feliz" e "um ambiente seguro" para as crianças, e descreveu sua "paixão" pelo ar livre, referenciando-o como um trunfo para a construção do bem-estar infantil e das bases do desenvolvimento.[100] A Duquesa lançou as Mentally Healthy Schools, que ajudam os alunos e funcionários com acesso "a recursos confiáveis ​​e práticos para melhorar a conscientização, o conhecimento e a confiança no apoio à saúde mental dos alunos".[101] Em fevereiro de 2016, ela viajou para Edimburgo para promover o trabalho do Place2Be e lançou a Semana de Saúde Mental Infantil, que ela comemora anualmente.[102] A duquesa editou o HuffPost UK como parte do movimento Young Minds Matter, um esforço "para aumentar a conscientização sobre os problemas de saúde mental das crianças".[103] O duque e a duquesa mais tarde se reuniram com membros e representantes de Young Minds e Youthscape para promover sua campanha de saúde mental.[104]

Imagem pública e estilo

A Duquesa de Cambridge em 2018.

O "Efeito Kate Middleton" é a tendência que a Duquesa teria tido nas vendas de determinados produtos e marcas.[105][106] Em 2018, a pesquisa da Brand Finance citou a Duquesa como a "mais poderosa influenciadora de moda real", mantendo que as peças em seu guarda-roupa aumentam a atratividade entre 38% dos compradores americanos. A Duquesa foi creditada por popularizar sapatos e meias transparentes nos primeiros anos de seu casamento.[107] Durante os compromissos diurnos, ela é conhecida por preferir casacos, vestidos para chá, jaquetas enceradas, blusas de lavallière, blazers e jeans skinny.[108][109] Enquanto Catarina usa itens de muitos novos designers, ela também usou vestidos de Catherine Walker, que desenhou muitos dos vestidos de noite e ternos de dia favoritos da Princesa Diana.[110] Ela usou roupas, chapéus e conjuntos de muitos outros designers de moda.[111] As marcas que ela prefere são notadas na mídia.[112] A Duquesa usou Jenny Packham várias vezes, principalmente fora da Ala Lindo depois de dar à luz cada um de seus filhos em 2013, 2015 e 2018, respectivamente.

Alexander McQueen tem sido referido como a marca "de sair" de Catarina desde seu casamento em 2011, e ela usou designs para vários eventos anuais, incluindo Trooping the Colour, Royal Ascot e British Academy Film Awards, bem como banquetes e recepções de estado.[113][114] Ela usou várias marcas de rua durante compromissos e projetos oficiais, mais frequentemente Topshop e Zara.[115][116] Acredita-se que seja influenciada pelo estilo e escolhas de moda de Diana, Princesa de Gales,[117] Catarina desenvolveu um "guarda-roupa carinhoso" semelhante ao de sua sogra, com tecidos coloridos, ternos de saia e tons brilhantes adequados para visitar hospitais e escolas.[118] A duquesa, que participou do 71º British Academy Film Awards, não participou do movimento Time's Up, que pedia que as mulheres usassem preto no tapete vermelho.[119] O protocolo real proíbe membros da família real de participar de movimentos políticos, mas ela usava uma faixa preta e carregava uma bolsa preta como uma variação do código de vestimenta informal preta.[120][121] Em março de 2018, juntamente com a Condessa de Wessex, a Duquesa organizou a recepção do Commonwealth Fashion Exchange no Palácio de Buckingham durante a London Fashion Week de 2018.[122] Em 2021, foi relatado que Catarina impulsionou a indústria da moda britânica em até £ 1 bilhão em um ano.[123] Ela também foi escolhida como uma das 25 mulheres mais influentes do Reino Unido pela Vogue britânica em agosto de 2021.[124]

Títulos, estilos, honras e brasão

Predefinição:Info/Estilos reais

Títulos e estilos

  • 9 de janeiro de 1982 – 29 de abril de 2011: "Srta. Catarina Isabel Middleton"
  • 29 de abril de 2011 – 8 de setembro de 2022: "Sua Alteza Real, a Duquesa de Cambridge"[125]
    • Na Escócia: "Sua Alteza Real, a Condessa de Strathearn"[125]
    • Na Irlanda do Norte: "Sua Alteza Real , Lady Carrickfergus"
  • 8 de setembro de 2022 – 9 de setembro de 2022: "Sua Alteza Real, a Duquesa da Cornualha e Cambridge [126]
    • 8 de setembro de 2022 – presente: Na Escócia: "Sua Alteza Real, a Duquesa de Rothesay"[a]
  • 9 de setembro de 2022 – presente: "Sua Alteza Real, a Princesa de Gales"[127]

Seus títulos e estilos completos são "Sua Alteza Real, Catarina Isabel, Princesa de Gales, Duquesa da Cornualha, Duquesa de Cambridge, Duquesa de Rothesay, Condessa de Strathearn e Baronesa Carrickfergus, Dama da Grande Cruz da Real Ordem Vitoriana"[128]

Honras

Honras da Commonwealth
  • 1 de outubro de 2016: Ordem do Mérito de Tuvalu
Medalhas
  • QEII Diamond Jubilee Medal ribbon.svg 6 de fevereiro de 2012: Medalha do Jubileu de Diamante da Rainha Isabel II
Nomeações militares honoríficas

 Canadá

  • 5 de julho de 2011 – presente: Guardas Florestais Canadenses

Brasão

Catarina usa como brasão pessoal o brasão de seu marido impalado com o de seu pai. Seu pai recebeu em 19 de abril de 2011 do College of Arms o direito de portar um brasão. A família Middleton foi auxiliada por Thomas Woodcock, Rei de Armas principal da Jarreteira, na criação do desenho.[130] O desenho do brasão de armas da duquesa indica que ela é a filha de Michael Middleton e a esposa do Duque de Cambridge.[131]

Seu brasão consiste em: no lado dexter o brasão real, esquatrelado: I e IV goles, três leões passant guardant or em pala (pela Inglaterra); II or, um leão rampant dentro de um tressure flory-contra-flory goles (pela Escócia); III Azure, uma harpa or com cordas argente (pela Irlanda), diferenciado por um lambel argente de três pés com o pé central possuindo uma penteola goles (pelo príncipe Guilherme). No lado sinister um escudo partido azure e goles, uma cabria or com linhas argentes, entre três bolotas or deslizadas e com folhas (por Michael Middleton).[130]

Acima está o coronel de filho do herdeiro aparente pertencente a Guilherme. Os suportes são o leão rampant or da Inglaterra no lado dexter, diferenciado pelo mesmo lambel do escudo, e uma corça argente ungulada e empanturrada pelo lado sinister. Os dois suportes também possuem um coronel or cada, o leão na cabeça e a corça no pescoço.

Coat of Arms of Catherine, Duchess of Cambridge.svg
Coat of arms of Catherine, Princess of Wales.svg
Brasão de Catarina, Duquesa de Cambridge
19 de abril de 2011 – 8 de setembro de 2022
Brasão de Catarina, Princesa de Gales
8 de setembro de 2022 – presente

Ancestrais

Ancestrais de Catarina, Duquesa de Cambridge[132]
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
John Middleton
 
 
 
 
 
 
 
Noel Middleton
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Mary Asquith
 
 
 
 
 
 
 
Peter Francis Middleton
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Francis Martineau Lupton
 
 
 
 
 
 
 
Olive Lupton
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Harriet Albina Davis
 
 
 
 
 
 
 
Michael Middleton
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Frederick John Glassborow
 
 
 
 
 
 
 
Frederick George Glassborow
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Emily Jane Elliott
 
 
 
 
 
 
 
Valerie Glassborow
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gavin Fullarton Robison
 
 
 
 
 
 
 
Constance Robison
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Sarah Ann Gee
 
 
 
 
 
 
 
Catarina, Duquesa de Cambridge
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
John Goldsmith
 
 
 
 
 
 
 
Stephen Charles Goldsmith
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Jane Dorsett
 
 
 
 
 
 
 
Ronald Goldsmith
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Theophilus Benjamin Chandler
 
 
 
 
 
 
 
Edith Eliza Chandler
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Amelia White
 
 
 
 
 
 
 
Carole Goldsmith
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
John Harrison
 
 
 
 
 
 
 
Thomas Harrison
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Jane Hill
 
 
 
 
 
 
 
Dorothy Harrison
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Thomas Temple
 
 
 
 
 
 
 
Elizabeth Temple
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Elizabeth Myers
 
 
 
 
 
 

Notas

  1. Como filho mais velho do novo monarca, o príncipe William herdou automaticamente o título de 'Duque de Rothesay' após a morte da rainha Elizabeth II, em 8 de setembro de 2022, tornando Catarina 'Duquesa de Rothesay'.

Referências

  1. a b c Munro, Fiona (2011). Catherine, The Duchess of Cambridge. Londres: Ladybird Books. ISBN 9780723276500 
  2. a b c «Kate Middleton» 
  3. Rosie Mortimer. «Romance Real ao estilo do século XXI» 
  4. Time. «The most influential people in the world» (em inglês). Time 
  5. «The Duchess of Cambridge» (em inglês). Royal Household. 18 de fevereiro de 2016. Consultado em 24 de julho de 2021. Cópia arquivada em 9 de maio de 2016 
  6. a b c d e f g h i j «Royal wedding: profile of Kate Middleton» (em inglês). The Daily Telegraph. 29 de abril de 2011 
  7. a b c d e f g h i «Kate, a história de uma princesa em ascensão» (html). Sapo.pt 
  8. a b Christopher Wilson (22 de dezembro de 2006). «Kate, the coal miner's girl» (html) (em inglês). Daily Mail 
  9. Claudia Joseph (21 de novembro de 2010). «The intriguing story of the woman who gave Kate her looks - and family wealth» (em inglês). Daily Mail 
  10. a b Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome books
  11. Cramb, Auslan (25 de fevereiro de 2011). «Prince William and Kate Middleton return to St Andrews University for anniversary celebrations». The Daily Telegraph (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2015. Cópia arquivada em 18 de julho de 2015. Em seu primeiro ano, eles moravam a algumas portas de distância no salão de St Salvator... 
  12. «Kate Middleton's transparent dress sparks global interest at auction» (em inglês). The Telegraph. 12 de março de 2011. Consultado em 20 de junho de 2018. Cópia arquivada em 21 de junho de 2018 
  13. Rayner, Gordon (17 de novembro de 2010). «Royal wedding: schoolgirl dream comes true for Kate Middleton, the 'princess in waiting'» (em inglês). The Telegraph. Consultado em 20 de junho de 2018. Cópia arquivada em 21 de junho de 2018 
  14. Jobson, Robert (23 de outubro de 2013). «Profiles: Prince George's godparents». Evening Standard (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 17 de janeiro de 2016 
  15. a b «Prince William, girlfriend end their relationship» (em inglês). CTV News. 14 de abril de 2007. Consultado em 16 de outubro de 2008. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2013 
  16. «William graduates from Sandhurst». BBC News (em inglês). 15 de dezembro de 2006. Consultado em 28 de outubro de 2015. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2016 
  17. «Royal wedding: The Kate Middleton story». BBC News (em inglês). 16 de novembro de 2010. Consultado em 28 de outubro de 2015. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2016 
  18. «Prince William splits from Kate». BBC News (em inglês). 14 de abril de 2007. Consultado em 7 de maio de 2010. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2010 
  19. «'Paparazzi chase' concerns prince». BBC News (em inglês). 5 de outubro de 2007. Consultado em 7 de maio de 2010. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2009 
  20. «Prince William and Kate revisit former home of Anglesey». BBC. 8 de maio de 2019 
  21. «First look inside the Duke and Duchess of Cambridge's Anglesey home» (em inglês). The Telegraph. 23 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2022 
  22. «Leia a entrevista de William e Kate Middleton após o anúncio do noivado». caras.sapo.pt. Consultado em 23 de novembro de 2014 
  23. «Casamento de príncipe William e Kate Middleton marcado para Abril». 23 de novembro de 2011. Consultado em 18 de março de 2012 
  24. «As reações ao noivado de William e Kate». Caras. 17 de novembro de 2010. Consultado em 18 de março de 2012 
  25. «William e Kate passarão sua lua de mel nas Ilhas Seychelles | O Casamento Real | band.com.br». entretenimento.band.uol.com.br. Consultado em 23 de novembro de 2014 
  26. «Anglesey, a pequena ilha galesa onde Kate Middleton e o príncipe William vão começar a vida de casados - Jornal O Globo». oglobo.globo.com. Consultado em 23 de novembro de 2014 
  27. a b G1. «Kate Middleton entra em trabalho de parto». g1.globo.com 
  28. Emma.Goodey (4 de setembro de 2017). «The Duke and Duchess of Cambridge are expecting their third child». The Royal Family (em inglês). Consultado em 28 de abril de 2021 
  29. «Nasce terceiro filho de Kate e do príncipe William». Folha de S.Paulo. 23 de abril de 2018 
  30. Editorial, Reuters. «William e Kate escolhem nome Louis Arthur Charles para novo filho». BR 
  31. «Kate Middleton Estreia-se como duquesa». Nova Gente 
  32. Campion-Smith, Bruce (16 de fevereiro de 2011). «Royal newlyweds are coming to Canada, but not Toronto». Toronto Star (em inglês). Consultado em 16 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 19 de fevereiro de 2011 
  33. «Photo story: William and Kate visit UNICEF Supply Centre» (em inglês). unicef.org.uk. 2 de novembro de 2011. Consultado em 25 de dezembro de 2011. Cópia arquivada em 6 de janeiro de 2012 
  34. «Royals made ambassadors of London 2012 Olympic Games». The Guardian (em inglês). 1 de dezembro de 2011. Consultado em 13 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2013 
  35. Singh, Anita (15 de dezembro de 2011). «Jubilee: royal trip to paradise for Duke and Duchess». The Telegraph (em inglês). Consultado em 28 de outubro de 2015. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2016 
  36. «Kate Middleton pretty in pink Emilia Wickstead at Queen's Jubilee lunch». Marie Claire. 18 de maio de 2012. Consultado em 20 de novembro de 2020 
  37. «Royal visit: Prince William and Kate arrive in Sydney with Prince George for 10-day Australian tour». ABC News. 15 de abril de 2014. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  38. «Pregnant Duchess of Cambridge withdraws from Malta trip». BBC News (em inglês). 18 de setembro de 2014. Consultado em 21 de junho de 2018. Cópia arquivada em 12 de outubro de 2018 
  39. «Prince William and Kate visit India – in pictures». The Guardian. 10 de abril de 2016 
  40. Hume, Tim (14 de abril de 2016). «Duke and Duchess of Cambridge meet 'William and Kate of the Himalayas'». CNN. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  41. «Princess Kate Visits the Netherlands in First Solo Foreign Trip as a Royal». ABC News (em inglês). 11 de outubro de 2016. Consultado em 12 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 8 de maio de 2017 
  42. Rodriguez, Cecilia (18 de março de 2017). «Kate Middleton And Prince William Charm Paris: Best Photos Of A Glamorous Diplomatic Trip». Forbes (em inglês). Consultado em 1 de março de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2018 
  43. Gajanan, Mahita (30 de janeiro de 2018). «See Prince William and Kate Middleton With the Swedish Royal Family». Time (em inglês). Consultado em 30 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 30 de janeiro de 2018 
  44. «William and Kate to visit Paris as part of Brexit charm offensive». The Guardian. Consultado em 13 de dezembro de 2020 
  45. «Facebook Instagram Twitter Youtube The Duke and Duchess of Cambridge in Northern Ireland: Day One». The Royal Family. 27 de fevereiro de 2019. Consultado em 15 de novembro de 2020 
  46. Furness, Hannah (29 de junho de 2019). «Duke and Duchess of Cambridge defy security fears with plan to retrace Diana's footsteps during royal tour of Pakistan». The Telegraph (em inglês). The Daily Telegraph. Consultado em 29 de junho de 2019. Cópia arquivada em 29 de junho de 2019 
  47. Puente, Maria (3 de março de 2020). «Prince William and Duchess Kate arrive in Ireland for first official royal visit». USA Today. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  48. Foussianes, Chloe (7 de outubro de 2020). «Prince William and Kate Middleton Meet with Ukraine's President and First Lady at Buckingham Palace». Town & Country. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  49. «Covid: William and Kate plan train tour to thank key workers». BBC. 6 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  50. Perry, Simon. «Kate Middleton and Prince William Kick Off Final Day of Royal Train Tour with Trip to a Castle!». People. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  51. Davies, Caroline (8 de dezembro de 2020). «Lukewarm welcome for William and Kate in royal tour of Scotland and Wales». The Guardian. Consultado em 9 de dezembro de 2020 
  52. Neilan, Catherine (8 de dezembro de 2020). «UK drops law-breaking clauses from Internal Market Bill after reaching new Brexit agreement with EU». The Telegraph (em inglês). Consultado em 9 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2022 
  53. «In pictures: Prince William and Kate visit Scotland». BBC. 27 de maio de 2021. Consultado em 28 de maio de 2021 
  54. Nicholl, Katie (11 de janeiro de 2021). «Prince William and Kate Make Royal History at the G7». Vanity Fair. Consultado em 13 de junho de 2021 
  55. «Queen hosts reception at Eden Project with Royal family and G7 leaders». Cornwall Live. 11 de junho de 2021. Consultado em 13 de junho de 2021 
  56. «Duchess of Cambridge visits outdoor school on Denmark trip» (em inglês). BBC News. 23 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de fevereiro de 2022. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2022 
  57. «The Prince William & Miss Catherine Middleton Charitable Gift Fund» (em inglês). Royal Wedding Charity Fund. Consultado em 4 de fevereiro de 2012. Cópia arquivada em 18 de março de 2011 
  58. Bates, Stephen (16 de março de 2011). «Royal wedding: William and Kate ask for donations to charity». The Guardian (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 15 de junho de 2018 
  59. Ward, Victoria (16 de março de 2011). «William and Catherine ask for charity donations in lieu of wedding gifts». The Telegraph (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2012. Cópia arquivada em 3 de setembro de 2011 
  60. Rayner, Gordon (17 de julho de 2012). «'Kate effect' boosts Princes' charity by £4.2m». The Daily Telegraph (em inglês). Consultado em 4 de abril de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2018 
  61. «Privacy Policy The Royal Foundation» (em inglês). Consultado em 18 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  62. a b Alleyne, Richard (5 de janeiro de 2012). «The charities chosen by the Duchess of Cambridge». The Daily Telegraph (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de maio de 2018 
  63. Murphy, Victoria (23 de julho de 2012). «The "Kate Effect" strikes again... £10 charity bracelets sell out after Duchess is pictured wearing one». Mirror (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  64. «Duchess of Cambridge becomes RAF Air Cadets patron». BBC News (em inglês). 16 de dezembro de 2015. Consultado em 21 de junho de 2018. Cópia arquivada em 4 de agosto de 2018 
  65. «The Royal Week 15–21 January 2022». The Royal Family (em inglês). Consultado em 22 de janeiro de 2022. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2022 
  66. Alleyne, Richard (5 de janeiro de 2013). «Duchess of Cambridge to be a Scout leader as well as patron of four charities». The Telegraph (em inglês). Consultado em 21 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2013 
  67. McBride, Caitlin (21 de março de 2018). «Kate Middleton heralds the arrival of spring with bespoke Jenny Packham coat». Irish Independent. Consultado em 27 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2021 
  68. «EARLY YEARS». The Royal Foundation (em inglês). Consultado em 14 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2021 
  69. «The Duchess of Cambridge's work on the Early Years – Early Years Steering Group». The Royal Family (em inglês). 12 de outubro de 2020. Consultado em 14 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2021 
  70. «The Kate Effect: The Duchess of Cambridge is Asking 5 Big Questions Aabout Early Years» (em inglês). University of Northampton. 23 de janeiro de 2020. Consultado em 27 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 27 de dezembro de 2021 
  71. Murphy, Victoria (4 de agosto de 2016). «Kate Middleton "so excited" for Olympics as she joins William and Harry to wish Team GB good luck». Mirror (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  72. Duboff, Josh. «Kate Middleton Makes a Surprise Appearance at Wimbledon—and Out on Court 14». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  73. Petit, Stephanie (30 de outubro de 2018). «Kate Middleton Debuts a Brand New Look for the Gym (in Heels!)». People (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 15 de dezembro de 2019 
  74. «2018 Trustees Report» (PDF). The Royal Foundation (em inglês). Consultado em 27 de outubro de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 26 de dezembro de 2021 
  75. «MCC Honorary Life Members». Lord's Cricket Ground London (em inglês). Consultado em 14 de março de 2021. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  76. Perry, Simon (9 de julho de 2019). «Kate Middleton Inspires Kids to Spend Time in Nature: 'The Great Outdoors Is an Open Playground'». People. Consultado em 11 de julho de 2019. Cópia arquivada em 11 de julho de 2019 
  77. «King's Cup: William finishes ahead of Kate in yacht race» (em inglês). BBC. 8 de agosto de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 9 de agosto de 2019 
  78. Taylor, Elise (11 de maio de 2021). «Is Kate Middleton Now the Firm's Greatest Asset?». Vogue (em inglês). Consultado em 14 de maio de 2021. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021. À medida que a pandemia de coronavírus descia sobre Londres, [a Duquesa] fez uma visita socialmente distanciada aos motoristas de ambulância do NHS, com filhos de trabalhadores essenciais e aplaudiu os cuidadores do lado de fora da casa da família em Norfolk 
  79. Nicholl, Katie. «After a Decade as a Duchess, Kate Middleton Has More "Quiet Confidence" Than Ever». Vanity Fair. Consultado em 14 de maio de 2021. como [Catherine e William] ligaram para os principais funcionários, médicos e enfermeiros e verificaram professores e alunos em todo o país. 
  80. Leslie, Mark (7 de junho de 2020). «New Sandringham photograph released by Kate and William» (em inglês). Lynn News. Consultado em 19 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  81. Hall, Ellie (1 de maio de 2020). «The British Royal Family Released New Photos Of Princess Charlotte For Her 5th Birthday» (em inglês). Buzzfeed News. Consultado em 19 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  82. «Kate Middleton Secretly Volunteered During Pandemic with Calls to Caregiver: 'Call Me Catherine'». People (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 26 de dezembro de 2021 
  83. «Thank you for being part of #HoldStill2020!». Instagram (em inglês). Consultado em 15 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 23 de dezembro de 2021 
  84. Betancourt, Bianca (15 de setembro de 2021). «Kate Middleton Returns to Royal Duty in a Cream-Colored Blazer and Navy Trousers». Harper's Bazaar (em inglês). Consultado em 17 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2021 
  85. a b «THE DUKE AND DUCHESS OF CAMBRIDGE INVITE STUDENTS & TEACHERS TO JOIN GENERATION EARTHSHOT». The Royal Foundation (em inglês). 13 de outubro de 2021. Consultado em 17 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2021 
  86. Brockington, Ariana (8 de dezembro de 2021). «Kate Middleton wears a festive red coat to royal Christmas concert». Today (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 22 de fevereiro de 2022 
  87. «THE DUCHESS OF CAMBRIDGE HOSTS TOGETHER AT CHRISTMAS CAROL SERVICE». The Royal Foundation (em inglês). 30 de novembro de 2021. Consultado em 17 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2021 
  88. Elms, Victoria (25 de dezembro de 2021). «Duchess of Cambridge: Kate plays piano publicly for the first time alongside popstar Tom Walker at Westminster Abbey carol concert». Sky News (em inglês). Consultado em 25 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 28 de dezembro de 2021 
  89. a b Hurtado, Alexandra (19 de janeiro de 2022). «KATE MIDDLETON UNDERTAKES FIRST PUBLIC ENGAGEMENT OF THE YEAR WITH PRINCE WILLIAM». Hola! (em inglês). Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2022 
  90. a b «Prince William tells grieving 11-year-old whose mother died last year 'it will get easier'». ITV (em inglês). 21 de janeiro de 2022. Consultado em 25 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2022 
  91. Wray, Meaghan (11 de maio de 2018). «How Duchess Kate puts mothers first in her charity work» (em inglês). Hello! Canada. Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de maio de 2018 
  92. «Kate Middleton Visits St Thomas' Hospital». ABC News (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2018 
  93. «Our Royal Patron» (em inglês). Place2Be. Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de maio de 2018 
  94. Katie, Nicholl. «When It Comes to Children's Mental Health, Kate Middleton Is the "Most Important Woman in the World"». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  95. Whittaker, Alexandra (12 de dezembro de 2017). «Kate Middleton and Prince William Now Share a Huge Honor with Queen Elizabeth». InStyle (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de maio de 2018 
  96. Samuelson, Kate (25 de agosto de 2017). «How Princes William and Harry Are Carrying on Causes Close to Princess Diana's Heart». Time (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2021. Cópia arquivada em 7 de junho de 2018 
  97. «Heads Together». Royal Foundation (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  98. Riotta, Chris (21 de abril de 2017). «Kate Middleton Talks Mental Health, Princess Diana's Death With Prince William And Harry In New Video». Newsweek (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de maio de 2018 
  99. Broster, Alice. «Kate Middleton Opened Up About Dealing With Mum Guilt On Giovanna Fletcher's Podcast». Bustle (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  100. Mackelden, Amy (14 de fevereiro de 2020). «Kate Middleton Appears on Her First Ever Podcast to Discuss Motherhood». Harper's Bazaar (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  101. «The Duchess Launches Heads Together's new mental health project for young children» (em inglês). Heads Together. Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de maio de 2018 
  102. Nicholl, Katie (24 de fevereiro de 2016). «Kate Middleton Steps Up Appearances While Prince William Comes Under Fire». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 2 de novembro de 2016 
  103. Duboff, Josh (17 fevereiro de 2016). «Kate Middleton Embarks on Her Day of Blogging, with the Help of Michelle Obama». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 11 de agosto de 2016 
  104. McRady, Rachel (25 de agosto de 2016). «Kate Middleton stuns in red after meeting James Corden's sister at charity event with Prince William» (em inglês). AOL Entertainment. Consultado em 24 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de maio de 2018 
  105. Thomas-Bailey, Carlene; Zoe Wood (30 de março de 2012). «How the 'Duchess of Cambridge effect' is helping British fashion in US». The Guardian. Consultado em 3 de maio de 2012. Cópia arquivada em 29 de setembro de 2013 
  106. Nicholl, Katie. «Why Kate Middleton Remains a 'Global Fashion Phenomenon'». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 12 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  107. «Kate Middleton's Tour of Canada: A Designer Scorecard». The New York Times (em inglês). 6 de outubro de 2016. Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  108. «Why Kate Middleton Is the Queen of Coats». Vogue (em inglês). 9 de janeiro de 2020. Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  109. «Kate Middleton's Style File - Every One Of Her Most Stylish Looks». Elle UK (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  110. Guyon, Janet (19 de outubro de 2016). «Kate Middleton's pretty blue suit has revived interest in a quiet fashion label favored by Princess Diana». Quartz (em inglês). Consultado em 14 de abril de 2017. Cópia arquivada em 15 de abril de 2017 
  111. «The Duchess Directory: The ultimate guide to Kate's favourite fashion brands» (em inglês). Marie Claire. 23 de abril de 2018. Consultado em 8 de julho de 2018. Cópia arquivada em 9 de julho de 2018 
  112. «12 brands that Kate Middleton can't stop wearing». Insider (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  113. «16 Times The Duchess Of Cambridge Stunned In Alexander McQueen». British Vogue (em inglês). 5 de julho de 2020. Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  114. «The Duchess Directory: The ultimate guide to Kate's favourite fashion brands». Marie Claire UK (em inglês). 28 de abril de 2020. Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  115. «19 Times Kate Middleton Made High Street Look High End». Harper's Bazaar Australia (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  116. «How to Shop Zara Like Kate Middleton». WhoWhatWear (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  117. «30 times the Duchess of Cambridge dressed like Princess Diana». The Telegraph (em inglês). 17 de janeiro de 2020. Consultado em 9 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  118. Holt, Bethan (28 de fevereiro de 2017). «How The Duchess of Cambridge has developed a 'caring wardrobe' just like Diana's». The Telegraph (em inglês). Consultado em 9 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  119. Hill, Erin (18 de fevereiro de 2018). «Kate Middleton Hits the Red Carpet in Deep Green Amid BAFTA's Time's Up All-Black Dress Code». People (em inglês). Consultado em 12 de março de 2018. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  120. Duboff, Josh (18 de fevereiro de 2018). «Kate Middleton Opts for a Subtle Nod to the #MeToo Movement at the BAFTA Awards». Vanity Fair. Consultado em 12 de março de 2018 
  121. Berlinger, Joshua (19 de fevereiro de 2018). «Duchess of Cambridge opts for green as black dresses sweep BAFTAs» (em inglês). CNN. Consultado em 12 de março de 2018. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  122. Hill, Erin (19 de fevereiro de 2018). «Kate Middleton Steps Out in Black-and-White for Fashion Event Amid BAFTA Dress Code Backlash» (em inglês). People. Consultado em 12 de março de 2018. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  123. Burchfield, Rachel. «This Will Mark Kate Middleton's 10th Year of Being a Duchess. Here's How She's Changed Royal Fashion Forever.». Haper's Bazaar (em inglês). Consultado em 12 de março de 2021. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  124. «Discover The Extraordinary Women Who Make Up This Year's Vogue 25». British Vogue (em inglês). 5 de agosto de 2021. Consultado em 14 de outubro de 2021. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2022 
  125. a b «Titles announced for Prince William and Catherine Middleton». Clarence House. 29 de abril de 2011. Consultado em 13 de abril de 2015 
  126. «Duke of Cornwall and Cambridge». royal.uk. Consultado em 9 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2022 
  127. «Watch: King Charles's first speech in full». BBC News. 9 de setembro de 2022. Consultado em 9 de setembro de 2022 
  128. «Media pack for the birth of the first child of The Duke and Duchess of Cambridge» (PDF). Palácio de Kensington. Julho de 2013. Consultado em 13 de abril de 2015 
  129. Jenny.minard (29 de abril de 2019). «The Duchess of Cambridge appointed to the Royal Victorian Order». The Royal Family (em inglês). Consultado em 30 de abril de 2019 
  130. a b «The Arms of Miss Catherine Middleton». College of Arms. 19 de abril de 2011. Consultado em 13 de abril de 2015 
  131. Brooke-Little, J.P. (1978). «"XII – Marshalling"». Boutell's Heraldry. Londres: Frederick Warne. ISBN 0-7232-2096-4 
  132. «Catherine Middleton (Duchess of Cambridge) > Ancestors». RoyaList. Consultado em 13 de abril de 2015 

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
  • Commons
  • Commons
  • Wikiquote
  • «Perfil da princesa, no site da BBC» 
  • «Galeria de fotos da duquesa» 
Catarina Middleton
9 de janeiro de 1982
Precedida por
Camila Shand
Coat of arms of Catherine, Duchess of Cornwall.svg
Princesa de Gales
9 de setembro de 2022 - atualmente
Sucedida por
-
  • v
  • d
  • e
Catarina, Princesa de Gales
Títulos
Arms of Catherine, Duchess of Cambridge.svg
Família
Eventos
Cultura popular
Residencias
  • v
  • d
  • e
Princesas britânicas por casamento
1.ª geração
2.ª geração
3.ª geração
4.ª geração
5.ª geração
6.ª geração
7.ª geração
8.ª geração
9.ª geração
10.ª geração
11.ª geração
  • v
  • d
  • e
Ordem de precedência na Inglaterra e no País de Gales (mulheres)*
Ordem de Precedência para as mulheres da família real quando não acompanham seus maridos
Ordem de Precedência para as mulheres da família real quando acompanham seus maridos
*não incluindo compromissos de curto prazo, dignitários visitantes e a maioria dos pares
  • Portal do Reino Unido
  • Portal das mulheres
  • Portal da monarquia
Controle de autoridade