Nestor Jost

Nestor Jost
Flag of Brazil.svg 96º Ministro da Agricultura do Brasil
Período 2 de março de 1984
até
15 de março de 1985
Bandeira Estado RioGrandedoSul Brasil.svg Deputado Federal pelo
Rio Grande do Sul
nas 39.ª, 40.ª e 41.ª Legislaturas[1]
Período 39ª Legislatura
1 de fevereiro de 1951
até
31 de janeiro de 1955

40ª Legislatura
1 de fevereiro de 1955
até
31 de janeiro de 1959

41ª Legislatura
1 de fevereiro de 1959
até
31 de janeiro de 1963
BB-logo1 (cropped).jpg 57º Presidente do Banco do Brasil
Período 17 de março de 1967
até
15 de março de 1974
Antecessor(a) Luiz de Moraes Barros
Sucessor(a) Ângelo Calmon de Sá
Bandeira Estado RioGrandedoSul Brasil.svg Deputado estadual do
Rio Grande do Sul
na 37ª Legislatura
Período 1947 até 1951
Bandeira de São Lourenço do Sul.svg Prefeito de São Lourenço do Sul
Período 15 de julho de 1940
até
17 de novembro de 1945

e

12 de fevereiro de 1946
até
30 de novembro de 1946
Dados pessoais
Nascimento 10 de janeiro de 1917
Morte 9 de outubro de 2010 (93 anos)
Alma mater Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1941)
Partido PSD (1945-1965)
ARENA (1965-1979)
PDS (1989-1993)
PPR (1993-1995)
PPB (1995-??)
Profissão Advogado

Nestor Jost (Candelária, 10 de janeiro de 1917 – Rio de Janeiro, 9 de outubro de 2010) foi um empresário e político brasileiro.[2]

Biografia

Foi prefeito de São Lourenço do Sul em duas ocasiões a primeira de 15 de julho de 1940 até 17 de novembro de 1945[3] e a segunda de 12 de fevereiro de 1946 até 30 de novembro de 1946,[3] também delegado no município em 1942, conciliando as duas funções.[4]

Foi eleito e exerceu mandato de deputado estadual pelo PSD, para a 37ª Legislatura (1947 — 1951), de 1947 a 1951,[5] sendo o líder da bancada do PSD na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Também foi eleito e exerceu o cargo de deputado federal de 1951 a 1959, foi presidente do Banco do Brasil de 17 de março de 1967 a 15 de março de 1974 e também ministro da Agricultura do Brasil no governo João Figueiredo, de 7 de março de 1984 a 15 de março de 1985.[2]

Em 17 de junho de 2003 lhe foi concedido o título de de “Cidadão Sul-Lourenciano” pela Câmara Municipal de São Lourenço do Sul.[6]

Como prefeito de São Lourenço do Sul

Nestor Jost realizou várias obras quando exerceu o cargo de prefeito de São Lourenço do Sul, destacando-se entre elas a construção de ponte de concreto no Passo dos Baios (que infelizmente foi levada pela enxurrada de 2011).[7] Em 1941 foram lavrados vinte e oito contratos para a construção de cinquenta estradas no interior do município. Construiu, em seu primeiro ano de mandato, mais de 2 mil metros de meios-fios nas calçadas, todos marginados por uma faixa de calçamento com pedra irregular para escoamento de águas da chuva. Também em 1941 criou catorze novas escolas, tornando-se, naquele ano, São Lourenço do Sul o quinto município no país e o segundo no Rio Grande do Sul em relação ao número de escolas criadas. A então praça Barão do Rio Branco - hoje chamada de Dedê Serpa, teve ajardinamento aperfeiçoado, chegando a receber bancos de cimento. Em 10 de novembro de 1942 foi instalada, solenemente, a Biblioteca Pública Municipal.[4]

Referências

  1. «Nestor Jost». Câmara dos Deputados do Brasil. Consultado em 4 de agosto de 2020 
  2. a b Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (2009). «Nestor Jost». Fundação Getúlio Vargas. Consultado em 4 de agosto de 2020 
  3. a b «Galeria de prefeitos de São Lourenço do Sul». Consultado em 9 de setembro de 2022 
  4. a b «HAMMES, Edilberto Luiz. São Lourenço do Sul: radiografia de um município - das origens ao ano 2000. v. 1. São Leopoldo. Estúdio Zeus, 2010.». ISBN 978-85-63660-00-8. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  5. HEINZ, Flávio M.; VARGAS, Jonas Moreira; FLACH, Angela, MILKE, Daniel Roberto. O Parlamento em tempos interessantes: breve perfil da Assembléia Legislativa e de seus deputados – 1947-1982, Porto Alegre: CORAG, 2005.
  6. «Nestor Jost - título de "Cidadão Sul-Lourenciano"». Consultado em 9 de setembro de 2022 
  7. «RS: enxurrada provoca mortes e prejuízos em São Lourenço do Sul». Consultado em 5 de setembro de 2022 



Precedido por
Ângelo Amaury Stábile
Coat of arms of Brazil.svg
Ministro da Agricultura do Brasil
Nestor Jost

1984 — 1985
Sucedido por
Pedro Simon
Precedido por
Antônio Jesus dos Passos
Brasão de São Lourenço do Sul.svg
Prefeito de São Lourenço do Sul
Nestor Jost

1946 — 1946
Sucedido por
Altair Barnes Dantas
Precedido por
Capitão Leonidas Ribeiro Marques
Brasão de São Lourenço do Sul.svg
Prefeito de São Lourenço do Sul
Nestor Jost

1940 — 1945
Sucedido por
Dr. Reisoly José dos Santos
  • v
  • d
  • e
Bandeira de São Lourenço do Sul.svg Intendentes e Prefeitos de São Lourenço do Sul
Intendentes
Prefeitos
Prado Sampaio • José Freire d'Oliveira e Souza • Adalberto Rodrigues de Carvalho • Coronel Alfredo Born • Leonidas Ribeiro Marques • Nestor Jost • Reisoly José dos Santos • Antônio Jesus dos Passos • Nestor Jost • Altair Barnes Dantas • Sylvio Egydio Júlio Centeno • Chico Braga Kraft • Dr. Walter Thofehrn • João Batista Brauner • Oscar Westendorff • Sylvio Crespo Schlee • João Henrique Thofehrn • Pedro Tomaschewski • João Henrique ThofehrnRonald Spiering • Ruhd Hübner • Sérgio LessaBeto GrillDari PagelZé NunesDaniel RauppRudinei Härter
  • v
  • d
  • e
  • v
  • d
  • e
Vice-presidente
Aureliano Chaves (1979–1985)
João Figueiredo, 30.º Presidente do Brasil
Ministérios
Aeronáutica
Agricultura
Antônio Delfim Netto (1979) •

Ângelo Amaury Stábile (1979-1984) •

Nestor Jost (1984-1985)
Comunicações
Desburocratização
Hélio Beltrão (1979-1983) • João Geraldo Piquet Carneiro (1983-1985)
Educação
Eduardo Portella (1979–1980) •

Rubem Carlos Ludwig (1980–1982) •

Esther de Figueiredo Ferraz (1982-1985)
Exército
Fazenda
Karlos Heinz Rischbieter (1979-1980) •

Márcio Fortes (1979-1980) • Ernane Galvêas (1980–1985) • Eduardo Pereira de Carvalho (1980 - 1981) •

Carlos Viacava (1981 - 1984)
Indústria e Comércio
João Camilo Penna (1979–1984) • Murilo Badaró (1984-1985)
Interior
Mário Andreazza (1979–1985)
Justiça
Petrônio Portella (1979-1980) •

Golbery do Couto e Silva (1980) •

Ibrahim Abi-Ackel (1980-1985)
Marinha
Maximiano Eduardo da Silva Fonseca (1979–1984) • Alfredo Karam (1984–1985)
Minas e Energia
César Cals (1979–1985)
Planejamento
Previdência Social
Jair Soares (1979-1982) •

Hélio Beltrão (1982-1983) •

Jarbas Passarinho (1983-1985)
Relações Exteriores
Saúde
Trabalho
Murilo Macedo (1979–1985)
Transportes
Eliseu Resende (1979-1982) • Cloraldino Soares Severo (1982-1985)
Secretarias
(ligadas à
Presidência da
República)
Meio Ambiente
Comunicação Social
Said Farhat (1979-1980) • Emmanuel Vargas Leal (1980)
Órgãos
(ligados à
Presidência da
República)
Casa Civil
Consultoria Geral da República
Clóvis Ramalhete Maia (1979-1981) •

Paulo Cesar Cataldo (1981-1984) •

Ronaldo Poleti (1984-1985)
Estado Maior das Forças Armadas
Serviço Nacional de Informações
Gabinete Militar
Danilo Venturini (1979-1982) • Rubem Carlos Ludwig (1982-1985)
← Gabinete de Ernesto Geisel (1974–1979) • Gabinete de José Sarney (1985–1990) →
  • v
  • d
  • e
Segundo reinado
(D. Pedro II)
Bandeira do Brasil
República Velha
(1.ª República)
Era Vargas
(2.ª e 3.ª
Repúblicas)
Período Populista
(4.ª República)
Ditadura militar
(5.ª República)
Nova República
(6.ª República)
Controle de autoridade
  • Portal de biografias
  • Portal do Brasil
  • Portal do Rio Grande do Sul
  • Portal da política
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  • v
  • d
  • e